Qual seria o seu Dream Team das Olimpíadas do Rio?

(Foto destaque: USA Basketball)

Contusão, muito tempo sem descanso, pressão dos times, medo do zika vírus. Esses são alguns dos motivos que tiraram um pouco do brilho da equipe mais esperada do basquete masculino das Olimpíadas do Rio.

Não tem para ninguém. Desde 1989, quando a FIBA autorizou a presença de jogadores da NBA nos Jogos Olímpicos de Barcelona, o Dream Team é a principal atração coletiva das Olimpíadas. Na verdade, Time dos Sonhos só teve um, aquele de 1992, mas a seleção estadunidense de basquete sempre rouba a cena. Esse ano, um pouco menos.

Os 12 convocados de Coach K
Os 12 convocados de Coach K

Com o anúncio dos convocados de Coach K , nesta segunda-feira, impossível não sonhar com outro time. Não que assistir os dribles de Kyrie Irving, as enterradas de DeAndre Jordan ou a técnica de Kevin Durant seja ruim. Mas queríamos mais, principalmente por se tratar de uma Olimpíada no Brasil.

Antes de falarmos de quem fará falta, vale deixar claro uma coisa: dificilmente o ouro foge dos EUA, como aconteceu em 2004. Aquele time tinha soberba demais para talento de menos. Contava com dois astros no auge (Tim Duncan e Allen Iverson), três futuros astros que ainda eram calouros (LeBron James, Dwayne Wade e Carmelo Anthony) e uma série de all-stars que dificilmente farão parte do Hall da Fama (Boozer, Jefferson, Odom, Stoudemire, Okafor, entre outros). Una isso à um time desorganizado e desmotivado. Agora, coloque para enfrentar a melhor geração argentina da história, com a garra típica dos hermanos e um pouco de sorte. O resultado é a semifinal olímpica de 2004.

Nesse ano será diferente. Os principais adversários estão com problemas – França não tem vaga garantida e Espanha virá sem, pelo menos, um dos irmãos Gasol. Além disso, jogadores experientes formam o elenco e o técnico Mike Krzyzewski não vai deixar o time brincar em quadra. Pode ser mais duro do que deveria, mas os Estados Unidos continuam como favoritos, mesmo promovendo um espetáculo aquém do esperado.

O time que vêm

Os que não acompanham tanto a NBA devem estar se perguntando quem são esses caras. São alguns dos melhores da atualidade, tanto que só dois deles (Barnes e Jordan) não têm aparições em All-Star Game. São jogadores eficientes, voluntariosos e que apareceram nos últimos três anos elevando o patamar de seus times.

 

 

O quinteto titular deve ser formado por Irving, Thompson, Durant, Anthony e Cousins. o experiente treinador pode vir com Paul George no lugar de Thompson, colocando mais um jogador que cria suas próprias jogadas, ou com Butler, para reforçar a marcação do perímetro. Pode colocar Green no lugar de Carmelo, para reforçar o garrafão, ou até mesmo de Cousins, puxando para um time mais baixo no recém consagrado small ball.

As possibilidades não são tantas quanto se tivesse completo, até porque alguns reservas estão abaixo dos titulares. Lowry fez uma boa temporada, mas dificilmente seria convocado se outros armadores estivessem à disposição. DeRozan, seu companheiro de Raptors, a mesma coisa na posição de ala-armador. Barnes joga em uma das posições com mais opções da liga e, mesmo sendo importante no esquema do Golden State, perde a posição para Iguodala nas horas mais agudas do jogo – machucado, o MVP das finais de 2015 não virá ao Rio. DeAndre Jordan assume o papel que foi de Tyson Chandler em 2012, mas com a nova tendência de garrafão mais baixo, poderia ficar assistindo os jogos de casa.

Mesmo sendo atletas admirados por se entregarem e desempenharem um papel tático importante, não é só isso que o público espera dos Estados Unidos no bola ao cesto. Não é só o título, é também o show que o mundo se acostumou a ver de quatro em quatro anos.

Sonhar não custa

Não vamos entrar nos méritos das ausências nem ser muito realistas, até porque isso estragaria um pouco da nossa brincadeira. A intenção é lembrar daqueles que poderiam ter vindo para abrilhantar as Olimpíadas, mesmo que sua chance de vir fosse quase nula.

Vamos começar pelas duas maiores marcas da NBA e que dispensam comentários: LeBron James e Stephen Curry. Depois vêm os candidatos a MVP de 2016, Russell Westbrook e Kawhy Leonard. Entre os craques sempre em alta, Dwayne Wade e Chris Paul seriam presença certa no Rio. No quesito jogo festivo, as enterradas de Blake Griffin e os crossovers de James Harden abrilhantariam a festa. Os eficientes  LaMarcus Aldridge, Andre Iguodala e Andre Drummond entrariam na cota daqueles que não jogam bonito, mas jogam muito. Anthony Davis e Damian Lillard seriam os novatos em preparação para 2020. Tem os astros que dividem opinião, como Kevin Love e Dwight Howard. E ainda poderíamos incluir Kobe Bryant e Tim Duncan em uma despedida em alto estilo. Que bom seria.

Time de Fora convoca

Com tantas opções, seria injusto um de nós opinar por toda a equipe. Por isso, cada conhecedor de basquete do Time de Fora vai falar quais os doze convocados que gostaria de ver no Rio de Janeiro, caso as condições físicas ou o zika vírus não fossem problema.

Gabriela De Toni

PG: Kyrie Irving, Stephen Curry, Russell Westbrook;
SG: James Harden, Dwayne Wade, Klay Thompson;
SF: LeBron James, Kevin Durant;
PF: Kevin Love, LaMarcus Aldridge, Anthony Davis;
C: DeAndre Jordan.
TITULARES: Curry, Westbrook, Durant, LeBron e Jordan.

Lucas Inácio

PG: Kyrie Irving, Stephen Curry, Russell Westbrook, Chris Paul;
SG: Dwayne Wade;
SF: LeBron James, Kevin Durant, Kawhy Leonard, Paul George;
PF: Draymond Green, Anthony Davis;
C: DeAndre Jordan.
TITULARES: Curry, Westbrook, Durant, LeBron e Davis.

Nicolas Quadro

PG: Kyrie Irving, Stephen Curry, Russell Westbrook;
SG: DeMar DeRozan, Klay Thompson, Jimmy Butler;
SF: LeBron James, Kevin Durant, Kawhy Leonard;
PF: Draymond Green, Anthony Davis;
C: Andre Drummond.
TITULARES: Curry, Westbrook, LeBron, Durant e Davis.

Thomé Granemann

PG: Kyrie Irving, Stephen Curry, Russell Westbrook;
SG:Jimmy Butler, DeMar DeRozan;
SF: LeBron James, Kevin Durant, Kawhy Leonard;
PF: LaMarcus Aldridge, Anthony Davis;
C: Andre Drummond, Greg Monroe.
TITULARES: Irving, Butler, LeBron, Davis e Drummond.

Vinicius Schmidt

PG: Kyrie Irving, Stephen Curry, Russell Westbrook, Kyle Lowry;
SG: DeMar DeRozan, Klay Thompson;
SF: LeBron James, Kevin Durant, Kawhy Leonard;
PF: Anthony Davis, Draymond Green;
C: Hassan Whiteside.
TITULARES: Irving, Thompson, Durant, LeBron e Davis.

Se todos os jogadores em atividade estivessem disponíveis, quem vocês convocariam???

Qual seria seu Dream Team de 2016???
Em pé: Michael Jordan, Larry Bird, Magic Johnson, Chris Mullin, Clyde Drexler e John Stockton. Sentados: Scottie Pipen, Christian Laettner, Patrick Ewing, Chuck Daly (técnico) David Robinson, Karl Malone e Charles Barkley.

Deixe seu comentário: