Como chega o seu time para a temporada 2017 da NFL: NFC Leste e Oeste

O hype é real. Menos de um mês para o início da temporada da NFL 2017/2018 e a ansiedade por saber como seu time vai render ao longo dos próximos meses só aumenta com os jogos da pré-temporada. Com os treinos evoluindo e os times se afinando, é hora de fazermos uma rápida análise sobre cada franquia para os torcedores brasileiros que não acompanharam tanto os últimos meses de suas equipes.

Para não transformar esse post em uma bíblia, vamos dividir essa prévia em quatro partes: duas da NFC e mais duas da AFC. Essa primeira parte do texto comenta a preparação e as dúvidas de oito times da Conferência Nacional. Nas próximas semanas de agosto a gente traz uma prévia das demais franquias das conferências Nacional e Americana. Hoje começamos com os times da NFC Leste e Oeste:

  • NFC Leste: Cowboys, Giants, Redskins, Eagles
  • NFC Oeste: Seahawks, Cardinals, Rams e 49ers

Confira as análises das outras divisões:

NFC Norte / NFC Sul / NFC Leste / NFC Oeste

AFC Norte / AFC SulAFC Leste / AFC Oeste

Todos prontos? Are you ready for some football?

 

NFC Leste

 

Logo Dallas CowboysDallas Cowboys

Sem Ezekiel Elliott nas primeiras seis semanas (pelo menos até que o resultado da apelação saia), o ataque do Dallas Cowboys perde bastante força. McFadden e Alfred Morris podem até dar conta do recado, mas a saída de dois titulares da linha ofensiva deixa uma dúvida sobre como será a atuação desse setor da equipe. Depois de uma ótima temporada (23 TDs, 4 INTs) bancando Tony Romo, Dak Prescott jogará sob uma pressão maior em 2017.

Na defesa, expectativas para a estreia de Taco Charlton, defensive end draftado na primeira rodada. Contra o Rams, em seu segundo jogo na pré-temporada, Taco anotou um sack, três tackles, um um tackle para perda de jardas e pressionou o quarterback. O calouro pode até não começar como titular, mas certamente terá oportunidades ao longo da temporada.


Ponto forte: Jogo terrestre

Ponto fraco: Pass rush

Ficar de olho: Dak Prescott (sem Ezekiel Elliott)

Principais dúvidas:

  • Sem Ezekiel Elliott = sem sucesso?
  • Desde 2013 o Cowboys não consegue ter mais que uma defesa mediana. Com sete de nove picks no draft direcionados a defesa, será que esse ano vai?

 

Logo New York GiantsNew York Giants

Dos times dessa divisão, o Giants é o que entra na temporada com uma das maiores expectativas. Enquanto as incertezas na linha ofensiva e no jogo terrestre ainda existem, o ataque aéreo ganhou muita força com a contratação de Brandon Marshall e com o draft do tight end Evan Engram.

Além disso, a defesa segue mais sólida que nunca. O pass rush do time conta com dois ótimos defensive ends (Jason Pierre-Paul e Olivier Vernon) e o safety Landon Collins foi indiscutivelmente um dos melhores jogadores da temporada passada. O maior problema do Giants parece continuar no fraco jogo terrestre. Em 2016, New York foi o quarto pior em jardas terrestres (88,2 por partida).


Ponto forte: Defensive ends; recebedores

Ponto fraco: Jogo terrestre

Ficar de olho: Calouro Evan Engram (TE)

Principais dúvidas:

  • Com Paul Perkins ou Orleans Darkwa, o ataque titular vai melhorar? 
  • Com um ótimo corpo de recebedores, Eli Manning enfim subirá de nível na temporada regular?

Leia mais: 7 jogadores da NFL para você prestar atenção em 2017

 

Redskins logo brancoWashington Redskins

Esse será um ano chave para os torcedores do Redskins. Kirk Cousins vai mais uma vez jogar sob contrato de um ano, e dessa vez com dois novos recebedores: Terrele Pryor e Brian Quick. Além disso, a expectativa é que a pior defesa da NFL em 3ª descidas melhore com os contratados da free agency Stacy McGee (DT) e Terrell McClain (DT), e com a vinda do calouro Jonathan Allen (DE), escolha do primeiro round no draft desse ano.

Outra incerteza no time é a posição de running back. “Fat” Rob Kelley jogou razoavelmente bem na temporada passada, mas nos últimos anos o Redskins apresentou jogadores inconsistentes na posição. Chris Thompson e o calouro Samaje Perine podem ser bons suportes para o corredor titular.

Ponto forte: Tight ends; Kirk Cousins

Ponto fraco: Safety

Ficar de olho: Terrele Pryor (WR)

Principais dúvidas:

  • Kirk Cousins conseguirá manter a ótima atuação com um novo corpo de recebedores?
  • Kirk Cousins vai ficar no time em 2018?
  • Mesmo com os novos reforços (Jonathan Allen – DE e Zach Brown – LB), a defesa continuará deixando o Redskins na mão?

 

Philadelphia Eagles

O time de Philadelphia é um dos times que mais se modificou de 2016 para 2017. No ataque, saída de Jordan Mathews e Ryan Matthews e chegada de Alshon Jeffery, Torrey Smith e Legarette Blount, running back que liderou a NFL em touchdowns no ano passado (18). Na defesa, algumas dúvidas. O time deu seu principal receiver e um pick de 3ª rodada para pegar o cornerback Ronald Darby do Buffalo Bills — forte contra o jogo terrestre — por um baixo preço. A defesa de Philadelphia é bem rankeada, mas será que vai ser capaz de ajudar o time a sair da última posição da NFC Leste, onde terminou ano passado?

Ponto forte: Linha ofensiva

Ponto fraco: Cornerbacks

Ficar de olho: Alshon Jeffery (WR) e Ronald Darby (CB)

Principais dúvidas:

  • Carson Wentz terminou 2016 com 16 TDs e 14 ints. Em 2017, com melhores peças, o segundo anista terá um ano mais consistente?
  • O Eagles perdeu quatro jogos contra a NFC East no ano passado. Será que o time da Philadelphia conseguirá melhorar nos confrontos diretos?

Leia mais: Qual será a próxima vítima da pré-temporada da NFL?

 

NFC Oeste

 

Seattle Seahawks

O principal problema no Seahawks é o mesmo do ano passado e de temporadas anteriores: a linha ofensiva. Nessa intertemporada, Seattle assinou com duas novas peças na posição: o tackle Luke Joeckel (quatro temporada com o Jaguars) e o guard Oday Aboushi (ex Jets e Texans). Mesmo com os problemas na linha ofensiva, é improvável apostar que o Seattle Seahawks não chegará ao menos aos playoffs, em janeiro do ano que vem. Afinal, ter uma das melhores defesas da NFL e um ótimo quarterback ajudou o time a alcançar a marca de cinco aparições consecutivas em playoffs nos últimos cinco anos.

Ponto forte: Linha defensiva; Legion of Boom

Ponto fraco: Linha ofensiva

Ficar de olho: Eddie Lacy (RB)

Principais dúvidas:

  • As novas contratações vão melhorar uma das piores linhas ofensivas da NFL?
  • Jeremy Lane? Deshaun Shead (que se recupera de lesão no joelho)? Shaquill Griffin (calouro)? Qual a melhor opção para atuar ao lado de Richard Sherman na posição de cornerback?

 

Arizona Cardinals

Foram dez jogadores diferentes iniciando na linha ofensiva ao longo da última temporada. Um setor da equipe que foi ótimo em 2015, quando o Cardinals foi à final de conferência, mas não foi tão bem no ano passado. Carson Palmer foi um dos QBs que mais apanhou em 2016, com 40 sacks sofridos. Ao mesmo tempo, a linha fez um bom trabalho ao abrir espaço para as corridas de David Johnson, que teve uma temporada monstruosa. Aliás, conseguirá o jovem corredor repetir a brilhante temporada do ano passado?


Ponto forte: David Johnson; pass rush

Ponto fraco: Cornerback titular ao lado de Patrick Peterson

Ficar de olho: David Johnson, claro

Principais dúvidas:

  • Em 2016, a defesa do Cardinals foi a que mais conseguiu sacks (48), mas a 6ª que mais cedeu pontos por partida (26,1). Como encontrar regularidade?
  • Pelo chão e pelo ar, David Johnson anotou 20 touchdowns no ano passado, a maior marca entre running backs. Será que DJ terá o mesmo sucesso em 2017?

Leia mais: A NFL não dá a mínima para a violência contra a mulher

Los Angeles Rams

O Rams venceu três dos primeiros quatro jogos no início da temporada passada, triunfos esses contra Seahawks, Bucs e Cardinals. Mesmo assim, terminou o ano com uma terrível campanha de 4-12. O mais novo técnico da NFL, Sean McVay, assume o lugar do trágico Jeff Fisher e pode evoluir o jogo do QB Jared Goff como fez com Kirk Cousins, quando foi coordenador ofensivo do Redskins.

Além disso, o Rams agora tem Sammy Watkins, (ex-Bills) um recebedor que já mostrou diversas qualidades, mas também já mostrou alguns defeitos, mais precisamente a sua condição física e o alto número de lesões nos últimos anos. Por todos esses motivos, é improvável apostar em uma temporada vitoriosa do time da Califórnia.

Ponto forte: Special teams

Ponto fraco: Linha ofensiva; quarterback

Ficar de olho: Sammy Watkins (WR)

Principais dúvidas:

  • Primeiro pick do draft de 2016, Jared Goff jogou mal. Com uma melhor equipe ao seu redor, poderá o jovem QB se consolidar como o cara da franquia?
  • Aaron Donald é um dos melhores DLs da NFL, mas ainda não está treinando por uma “greve”. Donald quer um contrato muito maior, e o Rams ainda não aceitou. Quando vai acabar a novela?
  • Todd Gurley voltará a ter as ótimas atuações de 2015, quando calouro?

 

San Francisco 49ers

No ano passado o 49ers entrou mais nas manchetes pela situação de Colin Kaepernick e seus protestos do que pelo futebol americano em si. Três anos depois de ir ao Superbowl, um dos maiores times da NFL perdeu 14 jogos em 16 disputados e teve a pior campanha da NFC. O ataque foi horrível e a defesa foi pior ainda.

Em 2017, o time da Califórnia conta com bons reforços tanto na defesa quanto no ataque e deve ser mais competitivo, mas nem tanto. Afinal, Brian Hoyer é o quarterback titular. Sob comando de Kyle Shanahan, que veio do ótimo ataque do Atlanta Falcons para ser o novo head coach, o futuro de San Francisco pode até ser promissor, mas ainda deve demorar.

Ponto forte: Carlos Hyde (RB)

Ponto fraco: Quarterback; Linha ofensiva; Cornerbacks

Ficar de olho: Solomon Thomas (DE calouro)

Principais dúvidas:

  • SF gastou dois picks de 1ª rodada do draft com jogadores defensivos: Solomon Thomas (DE) e Reuben Foster (LB). Os dois vêm treinando bem e estrearam muito bem na pré-temporada, mas será que aguentam a posição de titular ao longo da temporada?

 

  • Brian Hoyer liderará os novos recebedores Pierre Garçon e o velocista Marquise Goodwin. Qual será o salto de produção do pior ataque aéreo da NFL em 2016?

Foto de capa:  Keith Allison via VisualHunt

Leia mais textos de futebol americano

Logos do site sportslogos.net

4 comentários em “Como chega o seu time para a temporada 2017 da NFL: NFC Leste e Oeste

Deixe seu comentário: