Leicester é campeão inglês, ou O maior feito da história do futebol

O empate do segundo colocado Tottenham contra o Chelsea por 2 a 2 na tarde desta segunda-feira, 2 de abril, sacramentou o título da Premier League 2015/16 para o modesto Leicester City Football Club, o primeiro em 132 anos de história do clube. Este já pode ser considerado o maior feito da história do futebol. A comemoração do elenco após o apito final em Stamford Bridge dá a dimensão do acontecimento:

De franco candidato ao rebaixamento, os Foxes (raposas) quebraram as bancas de aposta (no início do campeonato, pagavam 5.000 libras para cada libra apostada no clube, a mesma proporção para quem provasse a existência do Monstro do Lago Ness). Venceram uma das ligas mais caras do mundo, disputada por times de xeques árabes e multimilionários russos com um elenco modesto formado por jogadores pouco conhecidos do grande público. Ironicamente, foram justamente os gols do estrelado Chelsea que ajudaram o modesto time a conquistar a taça (os Spurs foram para o intervalo vencendo por 2 a 0).

O que torna o feito ainda mais surpreendente é a história recente do clube. Há seis anos, o Leicester City caiu para a terceira divisão inglesa. Mesmo retornando à elite, brigou para não ser rebaixado na temporada passada, quando chegou a ser até o lanterna da competição. Um ano depois, foi coroado campeão inglês com duas rodadas de antecipação.

Em 2016/17, para a disputa da UEFA Champions League, é possível que os Foxes já não contem mais com o artilheiro Jamie Vardy, o paredão Kasper Schmeichel, o volantão N’Golo Kanté ou a estrela da compahia Riyad Mahrez, eleito o melhor jogador do campeonato. Torcemos para isso não acontecer, para que o Leicester City seja o grande xodó do futebol mundial por muito tempo e que as histórias desta temporada inglesa 2015/16 perpetuem por muitos e muitos anos.

Foto principal: Andy King/Divulgação

Deixe seu comentário: