As 10 melhores Finais da NBA na história

Golden State Warriors e Cleveland Cavaliers decidem o título da NBA pelo terceiro ano consecutivo, um recorde da Liga. Uma final esperada por fãs e especialistas desde o começo da temporada e confirmada pela campanha dos times até a final. Muitos acreditam que a decisão de 2017 será uma das melhores Finais da NBA da história, mas precisamos esperar a conclusão da série para saber se ela atenderá às expectativas.

Leia mais: Como o Golden State Warriors chegou a três finais da NBA consecutivas

Para termos um comparativo, resolvemos listar as melhores finais da NBA dos últimos 40 anos. “Mas a Liga não está completando 70 anos de existência em 2017?!” Sim, porém escolhemos esse período por dois motivos. O primeiro é o da fusão da NBA e da ABA, duas ligas que eram concorrentes até se unirem na temporada 1976-77 e formarem a liga atual. O segundo motivo é o acesso a informações e vídeos, já que as séries que vamos citar contam com jogos completos e melhores momentos no Youtube. As listas com as finais da NBA antes da fusão e da ABA serão feitas em breve.

Como definir as melhores Finais da NBA?

A definição do que é melhor pode variar de acordo com cada um, por isso vale citar os critérios usados na nossa lista. Além do recorte do tempo já citado, consideramos o equilíbrio. Logo, as finais com sete jogos têm peso maior. Todas as séries finais com jogo decisivo nos últimos 40 anos entraram no nosso top 10.

Leia mais: Como o Cleveland Cavaliers chegou a três finais da NBA consecutivas

Consideramos também os placares das partidas, quanto mais acirrados, melhor. Além disso, nos baseamos na importância dos times envolvidos e como essas finais falam sobre eles. Os lances que marcaram a história da NBA e que são lembrados por todos também estão aqui. Por fim, não dá para negar que nosso envolvimento com a decisão conta. Afinal, é mais fácil ter memórias afetivas de um campeonato que acompanhamos desde o início.

10 – Washington Bullets 4×3 Seattle SuperSonics (1978)

Dois times que não existem mais em um tempo que não existia linha dos três. Atualmente parece impensável, mas isso não tirou a emoção de uma decisão disputada. SuperSonics (Oklahoma City Thunder desde 2008) e Bullets (que virou Wizards em 1997) fizeram jogos duríssimos. Tanto que apenas o sexto terminou com diferença de mais de oito pontos. Além disso, uma partida foi para a prorrogação (jogo 4) e outra foi definida por um ponto (jogo 3).

GIF de Fred Brown no jogo 7 das Finais em 1978
Fred Brown fez lances mágicos na final, mas não evitou a derrota de Seattle em 1978

O Washington venceu o jogo sete, em Seattle, por 105 a 99 para os Bullets — mas o placar estava 101 a 99 a apenas 18 segundos do fim. Uma final apertada que teve o pivô Wes Unseld como o MVP. Em 1979, os times repetiram a decisão, mas dessa vez com vitória dos SuperSonics por 4 a 1.

9 – Los Angeles Lakers 4×3 Boston Celtics (2010)

Gif de Kobe Bryant no título de 2010 pelo Los Angeles Lakers melhores finais da nba
Kobe Bryant foi o MVP das Finais de 2010 no bicampeonato do Los Angeles Lakers

Lakers e Celtics reviveram um pouco daquela rivalidade dos anos 1980 no fim dos anos 2000. Dessa vez, os angelinos eram comandados por Kobe Bryant, Pau Gasol, Derek Fisher e Lamar Odom. Já os esmeraldinos tinham Paul Pierce, Kevin Garnett, Ray Allen e Rajon Rondo. Os times já tinham feito a final de 2008 com vitória dos Celtics por 4 a 2, mas Kobe e companhia queriam a revanche.

Sob o comando de Phil Jackson, os Lakers conseguiram se sobressair ao estrelado Boston e garantiram a vitória em um apertado 83 a 79. Com isso, Kobe garantiu seu segundo MVP das finais, seu quinto título e um lugar entre os maiores da história do basquete.

8 – Houston Rockets 4×3 New York Knicks (1994)

Hakeem Olajuwon drible Patrick Ewing Finais da NBA 1994 melhores finais da nba
Hakeem Olajuwon anulou Patrick Ewing e foi a estrela do Houston Rockets nas Finais da NBA em 1994

Era o primeiro ano após a primeira aposentadoria de Michael Jordan e todos queriam aproveitar a chance. O caminho para o título estava em aberto e vários superastros buscavam o tão sonhado título. Na decisão estavam o Houston Rockets de Hakeem Olajuwon e o NY Knicks de Patrick Ewing. O primeiro levou a melhor e foi o MVP daquela final.

Duelo de pivôs e de fortes defesas. Nenhuma das equipes passou dos cem pontos nas sete partidas e nenhum dos jogos teve diferença de dez ou mais pontos. Melhor para o Houston Rockets que venceu em casa e levou o título. Repetiu a dose no ano seguinte e foi o time que aproveitou a pausa de Jordan para conquistar títulos para azar de Ewing e outras estrelas do basquete nos anos 1990.

7 – San Antonio Spurs 4×3 Detroit Pistons (2005)

Com o fim da era Jordan, a NBA voltou a ser um lugar sem dono e alguns times se aproveitaram disso, incluindo Lakers, Nets, Spurs e o Pistons. Dois deles disputaram o título de 2005. O Spurs do técnico Gregg Popovich tinha dois troféus (1999 e 2003) e o Pistons de Larry Brown eram os atuais campeões (2004).

Robert Horry San Antonio Spurs e Detroit Pistons Finais da NBA 2005 melhores finais da nba
Robert Horry marca a cesta da vitória para o Spurs na prorrogação do Jogo 5 contra o Pistons, em 2005

Dois timaços. Pelo Spurs, Tim Duncan, Manu Ginóbili, Tony Parker, Bruce Bowen e Horry. Do outro, Billups, Hamilton, Prince, Rasheed Wallace e Ben Wallace. A final foi tão equilibrada que a Liga voltou a ter uma decisão em sete jogos depois de 11 anos. Muita defesa e placares baixos, tanto que a marca dos 100 pontos foi ultrapassada apenas uma vez (Pistons no Jogo 4). O confronto mais marcante foi o quinto, com direito à prorrogação e cesta de três da vitória. Melhor para o Spurs do MVP das finais pela terceira vez: Tim Duncan.

6 – Los Angeles Lakers 4×2 Philadelphia 76ers (1980)

Uma das duas finais da nossa lista que não chegaram ao jogo decisivo, mas essa é especial. Foi a primeira final com linha dos três pontos, mas o que deixou especial mesmo foi a atuação histórica de um calouro chamado Earvin Johnson (chamado de “Magic” desde o ensino médio). O Los Angeles Lakers perdera seu astro, o pivô Kareem Adbul-Jabbar,  machucado no jogo 5. Para o jogo 6 fora de casa, o armador calouro foi escalado como pivô e passou por todas as posições, terminando com 42 pontos, 15 rebotes e 7 assistências.

Dr. J scoop shot Philadelphia 76ers Los Angeles Lakers Final de 1980
Cesta clássica de Dr. J (“scoop shot”) foi realizada no Jogo 4 das Finais de 1980

Aquela final teve de tudo: Julius Erving e seus lances mágicos, Kareem e o “nascimento” de Magic. Cinco partidas foram definidas por dez ou menos pontos – justamente a última não foi, com placar de 123 a 107. Os dois times ainda repetiriam a final em 1982 e 1983, com um título para cada lado.

5 – Los Angeles Lakers 4×3 Detroit Pistons (1988)

Sim, mais uma dos Lakers. Aquele time foi tão dominante nos anos 1980 que esteve em oito finais de NBA na década. Na terceira rivalidade, Los Angeles enfrentou a geração Bad Boys do Detroit Pistons nas finais duas vezes consecutivas em 1988 e 89. Nosso destaque é a primeira com vitória dos Lakers em sete jogos. Comandado por Isiah Thomas, Detroit contava com Joe Dumars, Dennis Rodman entre outros jogadores mais físicos.

Isaiah Thomas torção 43 pontos Finais de 1988 Los Angeles Lakers melhores finais da nba
Isaiah Thomas jogou boa parte do 2º tempo do Jogo 6 das Finais de 1988 com o pé direito torcido e anotou 43 pontos

Os cinco primeiros jogos da série foram vencidos por dez ou mais pontos de diferença, mas os dois últimos foram batalhas duríssimas. Na época, a ordem dos mandos de quadra ainda era o 2-3-2 e o Lakers tinha que vencer as duas últimas partidas em casa para ser campeão. O sexto jogo foi a lendária atuação em que Isiah Thomas torceu o pé, continuou no jogo e terminou com 43 pontos. Porém o Lakers venceu por 103 a 102 e depois garantiu o título em uma vitória por 108 a 105.

O MVP daquela final ficou com James Worthy, cestinha do time em três jogos e decisivo no último. Na revanche do ano seguinte, o Pistons varreu os Lakers e conquistou seu primeiro título no que seria a despedida da lenda Kareem Abdul-Jabbar das quadras.

4 – Cleveland Cavaliers 4×3 Golden State Warriors (2016)

Toda a história envolvendo esse confronto é sensacional. A redenção de LeBron James com uma virada inédita, contra um time com a melhor campanha da história e que havia batido o próprio Cleveland Cavaliers um ano antes. The King caiu nas graças até de seus haters depois dessa final.

LeBron James, toco, Jogo 7 ,Finais da NBA 2016, Cleveland Cavaliers, Andre Iguodala, Golden State Warriors melhores finais da nba
Toco histórico de LeBron é um dos lances mais marcantes da história das Finais da NBA

Os jogos ao longo da série não foram tão equilibrados, todos vencidos por 14 ou mais pontos. Mas o Jogo 7 foi sensacional. Placar apertado, o toco de LeBron em um contra ataque dois contra um dos Warriors, a cesta de três de Kyrie Irving (retratada na arte de Guido Moraes), o choro de James ao fim da partida. Naquele momento, ela já estava entre as melhores Finais da NBA na história. Inesquecível.

3 – Chicago Bulls 4×2 Utah Jazz (1998)

Não poderia faltar uma final com o maior de todos os tempos. É difícil, principalmente se levarmos em conta o quesito equilíbrio, pois Michael Jordan nunca deixou que uma final fosse para o sétimo jogo. O mais perto disso, foi contra o ótimo Utah Jazz de Karl Malone e John Stockton, em 1998.

O Jazz buscava revanche da final de um ano antes e tentou fazer frente aos Bulls. Com exceção da terceira partida, todas terminaram com diferença de 5 ou menos pontos para uma das equipes. No Jogo 6, tudo se encaminhava para uma vitória de Utah que vencia por 86 a 85 e tinha a posse de bola a 18 segundos do fim. A jogada foi desenhada para Malone, mas Jordan roubou a bola e, no contra ataque, anotou a cesta de dois e chegou ao 45º ponto no jogo. Os últimos pontos com a camisa dos Bulls. A cesta do título. Sexto título e sexto MVP das Finais para Michael Jordan. Essa final mostra o tamanho de MJ.

Michael Jordan, The Last Shot, Finais da NBA 1998, Chicago Bulls e Utah Jazz melhores finais da nba
Michael Jordan e o lance que ficou marcado como “the last shot” na Final de 1998 contra o Utah Jazz

2 – Boston Celtics 4×3 Los Angeles Lakers (1984)

Depois de fazer três finais com os 76ers em quatro anos, o Los Angeles Lakers teria um novo rival nos anos seguintes: o Boston Celtics. O confronto entrou para a história da NBA. Magic versus Bird. O TD Garden aos gritos de “beat L.A.” (derrotem L.A.). Tudo isso está no imaginário dos fãs de NBA graças a esse período e às três finais disputadas em quatro anos. A primeira foi a melhor delas, incluindo prorrogações nos jogos 2 e 4.

Com 27 pontos e 14 rebotes de média, Larry Bird foi o MVP. Mas a série foi mais que isso: nove jogadores que seriam Hall da Fama em quadra, além dos dois técnicos. Se a NBA tem o tamanho de hoje, é graças aos confrontos entre Celtics e Lakers daquela época e tudo começou com a final de 1984certamente uma das melhores finais da NBA.


Rivalidade entre Lakers e Celtics marcou a NBA nos anos 1980

1 – Miami Heat 4×3 San Antonio Spurs (2013)

De um lado, o estrelado Heat em sua terceira final consecutiva com o Big 3 formado por LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh. Do outro, o tático Spurs dos experientes Tim Duncan, Manu Ginóbili e Tony Parker. Aquele basquete truncado de oito anos era passado, pois o time de Gregg Popovich agora era sinônimo de arte. O jogo coletivo com muitas trocas de passe, corta luz e chutes de três e foi uma das inspirações para o Golden State.

Porém, do outro lado havia LeBron James. O craque tinha conquistado seu primeiro título em 2012, queria confirmar seu reinado e conseguiu – com direito a MVP. Mas foi por pouco, não fosse a cesta de três de Ray Allen para empatar o Jogo 6, o Spurs teria conquistado seu quinto título. O troféu veio na revanche do ano seguinte.

A cesta de joelhos de Parker no Jogo 1. Recorde de bolas de três de Danny Green. Toco monstruoso de LeBron em Tiago Splitter. A cesta salvadora de Ray Allen no Jogo 6. Jogo 7 apertado com direito a Tim Duncan dando tapa no chão ao errar um gancho. São tantos lances que é impossível esquecer essa final, a melhor de todos os tempos.

Ray Allen, cesta Jogo 6, Miami Heat e San Antonio Spurs, Finais de 2013 melhores finais da nba
Cesta de Ray Allen levou o Jogo 6 das Finais da NBA para a prorrogação e forçou o Jogo 7 e foi fundamental para o título de Miami

Arte destaque: Guido Moraes/Time de Fora

2 comentários em “As 10 melhores Finais da NBA na história

Deixe seu comentário: