7 jogadores da NFL para você prestar atenção na temporada 2017

Com o início da temporada 2017/2018 cada vez mais perto, separamos as principais histórias individuais de jogadores da NFL que vale a pena ficar de olho esse ano. Tem jogador voltando de lesão, jogador em equipe nova e até mesmo jogador tendo que mostrar serviço para continuar na liga.

Leia mais: Qual é o segredo de Antonio Brown?

Acompanhe a lista e veja quais são!

Marshawn Lynch – RB Oakland Raiders

Love spending time in my hometown Oakland in the offseason. All about the youth #FamFirst #unleashBEASTMODE

Uma publicação compartilhada por Shawn Lynch (@beastmode) em

Não tem como começar a lista com outro nome. O ex-aposentado é um dos melhores running backs dos últimos tempos e fez história nas suas seis temporadas jogando em Seattle, com sua força e seu estilo de jogo agressivo. A jogada apelidada de Beast Quake é um ótimo resumo do que Lynch pode fazer em campo. Estava presente no Super Bowl XLVIII e atualmente é o quarto jogador com mais jardas terrestres na história do Seahawks, com 6.347 jardas.

Agora Lynch joga pelo time da sua terra natal e com uma torcida “caseira”, o que para ele significa muito. Criado nos subúrbios de Oakland, uma das cidades com maiores problemas de marginalização da comunidade negra dos EUA, o “Beast Mode” volta a campo puramente por conta do seu coração.

Com a iminente saída da franquia para a cidade de Los Angeles, o running back quer fazer desta temporada algo memorável e exemplar para que outros jovens de Oakland possam enxergar no futebol americano uma alternativa à vida do crime.

Adrian Peterson – RB New Orleans Saints

Outro running back que podemos colocar na lista dos melhores jogadores da NFL na sua posição, Adrian Peterson fez sua carreira no Minnesota Vikings. Desde que chegou no time em 2007, Peterson só teve duas temporadas com menos de 10 touchdowns, as duas na qual ele se machucou.

Com um estilo parecido com o de Marshawn Lynch, devido a sua altura e força, e talvez com até mais velocidade, AP liderou a liga em 2012 em jardas terrestres com 2.097 jardas. Essa marca ficou apenas 8 jardas abaixo do recorde de Eric Dickerson, em 1984. Também em 2012, Peterson ganhou o prêmio de MVP da liga.

Muita gente diz que a melhor fase de sua carreira já acabou. Em 2016, AP perdeu 13 jogos da temporada devido a uma lesão no joelho, e quando estava saudável teve uma média de 1,9 jardas por carregada. Mas naquela época já haviam rumores de que o running back estava a fim de sair de Minnesota. Estaria Adrian Peterson desmotivado com a franquia que o draftou ou realmente sua explosão e velocidade estão no passado?

Leia mais:  As bizarras avaliações pré-draft das estrelas da NFL

Agora com nova casa, o New Orleans Saints, o jogador de 32 anos tem a chance de provar que ainda consegue atuar em alto nível e se destacar na NFL. E para isso ele terá a companhia de Mark Ingram e Drew Brees.

Andrew Luck – QB Indianapolis Colts

A atenção em Andrew Luck é exclusivamente por causa de sua cirurgia no ombro, realizada em janeiro de 2017. Sete meses após sua cirurgia, Luck está conseguindo arremessar a bola, mas ainda não participou de nenhum treinamento do camp do time. Ele sofreu a lesão originalmente na terceira semana da temporada 2015/2016.

A expectativa é que Luck não comece a temporada na lista de jogadores lesionados (PUP List), mas ainda não se sabe quando ele voltará a treinar. E ninguém da equipe quer apressar sua recuperação.

Andrew Luck é considerado um dos melhores jogadores da NFL da nova geração, na posição de quarterback. Ele herdou o ataque do Indianapolis Colts após a saída de Peyton Manning, simplesmente um os melhores QBs da história. Teve em 2014 seu melhor ano, quando lançou 4.761 jardas, 40 touchdowns e 16 interceptações.

Luck disse que a parte mental da recuperação não foi fácil, mas acredita que isso irá fortalecê-lo como jogador. Esse período de sete meses é o maior espaço de tempo sem treinamento na carreira de Luck. A expectativa fica em cima de saber se o jovem quarterback conseguiu se livrar da dor e se estará em forma para comandar o Indianapolis Colts em 2017.

Myles Garrett – DE Cleveland Browns

Sejam bem-vindos ao trenzinho da hype de 2017! Apresentando Myles Garrett, a primeira escolha do draft de 2017 da NFL. E claro que o primeiro pick do draft terá bastante atenção, mesmo jogando no Cleveland Browns.

Antes do draft, no final de abril, Myles Garrett era considerado o melhor prospecto do ano, com uma relativa folga para os outros jogadores. Sua altura e porte físico impressionam e com certeza está deixando os torcedores do Browns esperançosos por uma temporada melhor do que as passadas, não só com melhores recordes (o que não é difícil) mas demonstrando a evolução da equipe com os novos jogadores.

E em seu primeiro jogo pelo time, contra o New Orleans Saints pela pré temporada, conseguiu dois tackles e um QB pressure em 15 snaps jogados.

Depois de dar um susto na torcida em julho com uma pequena lesão no pé, Myles Garrett diz estar recuperado e pronto para começar a temporada de 2017. Vamos ver se o jogador consegue manter a hype e se destacar na liga, ou seguirá o caminho de outras primeiras escolhas que ainda buscam seu espaço entre as estrelas.

Joey Bosa – DE Los Angeles Chargers

O começo de carreira de Joey Bosa no Chargers não foi um dos mais tranquilos. Ano passado, depois de fazer uma “greve” (holdout, em inglês) de quatro semanas durante o training camp do time, Bosa e o Chargers enfim entraram em um acordo contratual e o defensive end começou a treinar com a equipe.

Mas antes que  pudesse estrear oficialmente, Bosa sofreu uma lesão na coxa e ficou de fora dos primeiros quatro jogos do time. Com isso a frustração coletiva estava começando a crescer.

Leia mais: Quem será a próxima vítima da pré-temporada da NFL?

No seu primeiro jogo de NFL, em apenas 27 snaps, Bosa teve 2 sacks, 1 pancada no quarterback e 4 pressões. E no fim da temporada, mesmo sendo titular em apenas 11 partidas, Joey Bosa conseguiu incríveis 10,5 sacks (quase 1 por partida), 1 fumble forçado e ganhou o prêmio NFL Defensive Rookie of the Year (Melhor Defensor Calouro do Ano).

Esse ano a história é diferente, Bosa está saudável e sob contrato de 4 anos com o time. Alie isso com a experiência adquirida na temporada passada e temos uma grande expectativa para o segundo ano do jogador.

Kirk Cousins – QB Washington Redskins 

Kirk Cousins foi o protagonista do maior drama dessa offseason da NFL, quando ele e o Washington Redskins não entraram num acordo em relação a sua extensão salarial.

A franquia ofereceu a maior quantia entre quarterbacks para o jogador assinar o contrato (53 milhões de dólares) e garantiu um total 72 milhões, fazendo dele o segundo jogador mais bem pago anualmente na liga. Mesmo assim Cousins preferiu testar o mercado e jogar sob a franchise tag, agora no valor de 24 milhões de dólares.

O presidente do Redskins, Bruce Allen, chegou a declarar para a imprensa as negociações com o quarterback, a fim de jogar o QB contra os torcedores.

Mas o que isso significa?

Os melhores quarterbacks da liga como Aaron Rodgers, Drew Brees, Tom Brady, etc. recebem mais ou menos esse valor por vários anos de contrato. Já Cousins preferiu garantir apenas um ano com essa bolada para testar o mercado e trabalhar em um acordo em 2018, seja com o Redskins ou não.

Ou seja, Cousins quer se provar para o time e para a NFL. E precisa, se quiser continuar jogando em alto nível. É um jogador no qual o futuro depende exclusivamente dessa temporada. Um pouco de pressão em cima da cabeça dele, será?

Jameis Winston – QB Tampa Bay Buccaneers

Winston é um dos quarterbacks que mais evoluiu na NFL nos últimos dois anos. Nas duas temporadas que jogou, passou das 4 mil jardas lançadas e seu desenvolvimento dentro de campo foi visível.

A expectativa dessa temporada é saber se o ataque dos Bucs irá vingar e entregar aos torcedores tudo o que eles esperam.

A contratação de DeSean Jackson e a escolha pelo tight end O.J. Howard (considerado o maior steal do primeiro round), mostra a vontade da comissão técnica em dar armas e opções para o seu jovem quarterback.

Além desses dois jogadores, Mike Evans e Doug Martin fecham o poderoso ataque dos Bucs, que podem incomodar os adversários da Divisão Sul da NFC. Mike Evans está mostrando que é um dos melhores wide receivers da atualidade e um franchise player. Doug Martin, se conseguir se manter saudável durante a temporada, já mostrou que é um bom running e pode ser válvula de escape para Winston.

Com todos esses bons jogadores à sua disposição e com seus dois anos de experiência na NFL, podemos esperar um breakout year para Jameis Winston.

Foto de capa:  Keith Allison via VisualHunt

4 comentários em “7 jogadores da NFL para você prestar atenção na temporada 2017

Deixe seu comentário: